Portugués

Exportações mexicanas para a Alemanha atingem recorde

As exportações mexicanas para a Alemanha atingiram um recorde em 2023, crescendo 6% em relação a 2022, para 8,746 mil milhões de dólares.A Alemanha é a quarta maior economia do mundo, superada pelos Estados Unidos, China e Japão.É também o quarto maior destino das vendas de produtos estrangeiros do México, atrás dos Estados Unidos (472,218 mil milhões de dólares), Canadá (17,720 mil milhões) e China (9,151 mil milhões), de acordo com dados da Organização Mundial do Comércio (OMC).A economia alemã registou um PIB anual de 4,12 biliões de euros em 2023, de acordo com o KfW (Kreditanstalt für Wiederaufbau), um banco de desenvolvimento detido pelo governo alemão.Após a recessão induzida pela pandemia de Covid-19, o PIB ajustado aos preços da Alemanha aumentou 3,2% em 2021 e 1,8% em 2022. Assim, a economia alemã conseguiu recuperar do forte declínio registado durante o primeiro ano da pandemia e o PIB ajustado aos preços em 2022 foi 1,0% superior ao de 2019, o ano anterior ao início da Covid-19. 

Exportações mexicanas para a Alemanha

As vendas externas do México para o mercado alemão em 2023 incluíram o seguinte:

  • Automóveis: 6.085 milhões de dólares.
  • Algumas autopeças: 921 milhões de dólares.
  • Computadores: 220 milhões de dólares.
  • Telefones: 105 milhões de dólares.

Economia alemã

Em 2023, o PIB da Alemanha, ajustado pelos preços, diminuiu 0,3% no contexto da invasão russa da Ucrânia. Em comparação com o nível de 1991, que representa o primeiro ano completo após a reunificação alemã em 3 de outubro de 1990, o PIB ajustado aos preços aumentou 47,1%, de acordo com o KfW. Os ganhos de produtividade contribuíram para o crescimento do PIB ajustado aos preços desde 1991, uma vez que o PIB ajustado aos preços por trabalhador aumentou 24,5% desde 1991. Para calcular o PIB ajustado aos preços, o Serviço Federal de Estatística (Statistisches Bundesamt) utiliza um índice em cadeia baseado nos preços do ano anterior. Em 2023, o PIB per capita a preços correntes era de 48.750 euros, enquanto o PIB por pessoa empregada a preços correntes era de 89.721 euros.