Portugués

A reforma estrutural e o ambiente empresarial na China 

O fórum da Cooperação Económica Ásia-Pacífico (APEC) descreveu a reforma estrutural e o ambiente empresarial na China do seguinte modo.A otimização do ambiente empresarial e a aplicação da lista negativa para o acesso ao mercado e o investimento estrangeiro são reformas estruturais fundamentais que o Governo chinês tem vindo a promover intensamente nos últimos anos. Em primeiro lugar, registou-se uma melhoria substancial na classificação da China em termos de ambiente empresarial a nível mundial, o que resultou numa melhoria acentuada da perceção das receitas das entidades empresariais. De acordo com dados do Banco Mundial, a classificação do ambiente empresarial da China subiu drasticamente de 96º em 2013 para 31º em 2019. Este salto coloca a China entre as 10 principais economias com as melhorias mais significativas no ambiente empresarial. Estas melhorias estimulam não só a paixão pela inovação e pelo empreendedorismo, mas também a revitalização do panorama empresarial. Em segundo lugar, com a implementação da lista negativa de acesso ao mercado, a gestão do acesso ao mercado tem vindo a melhorar continuamente. Esta evolução contribuiu para a eliminação dos obstáculos à repartição dos factores de produção com base no mercado e aos sistemas e mecanismos de circulação de bens e serviços, tendo promovido um mercado eficiente e o bom funcionamento do Estado.

Reforma estrutural

Em terceiro lugar, a aplicação da lista negativa para o acesso ao investimento estrangeiro ajuda a orientar o investimento estrangeiro de uma forma razoável e proporciona proteção jurídica durante a sua participação no desenvolvimento económico da China, promovendo a afetação racional dos recursos globais. O Governo chinês continua firmemente empenhado em melhorar o ambiente empresarial. Até à data, foram concluídas avaliações do ambiente empresarial por terceiros e foram efectuadas avaliações exaustivas a nível de toda a economia, o que resultou num mecanismo sólido de avaliação do impacto regulamentar ex-ante e ex-post. O governo está atualmente a avaliar os efeitos da aplicação da lista negativa sobre o acesso ao mercado e o acesso ao investimento estrangeiro, bem como a explorar medidas políticas para expandir ainda mais a abertura do mercado.

 

Redacción Opportimes